A NASA gasta U$ 490.000 em Cartuchos Remanufaturados

A NASA gasta U$ 490.000 em Cartuchos Remanufaturados

As preocupações com as questões ambientais têm sido intensificadas por todo o mundo e a NASA (National Aeronautics and Space Administration) responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial, não poderia ficar de fora. Quer saber mais? Continue lendo o artigo que nós, da Print Supplies, preparamos para você.

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) que tem prestado consultoria em suas Diretrizes de Aquisições Abrangentes (GPC) instruem as agências federais a comprar produtos de conteúdo reciclado que incluem cartuchos de toner.

A NASA estima que seus gastos em 2019 com cartuchos de toner remanufaturados foram de U$ 490.000 e comentou com a EPA que, além dos cartuchos de toner recondicionados, a EPA deve adicionar uma opção de compra de novos cartuchos com conteúdo reciclado.

Amanda Alderson, Diretora de Produtos da National Industries for the Blind (NIB) sugere em seu comentário à EPA: “Um cartucho de toner pode ser remanufaturado pelo menos uma vez antes que a vida útil se esgote e devem ser descartados. O uso de cartuchos reciclados reduzirá o uso de cartuchos em aterros sanitários em 50% em relação ao uso de cartuchos novos no mesmo período. A tecnologia atual garante que, se adquirido de uma fonte confiável, não há degradação de desempenho ao usar um cartucho reciclado em vez de usar cartuchos novos. A reciclagem de cartuchos de toner / jato de tinta promove a conscientização sobre a reciclagem, pois requer ação para reciclar e não apenas a compra passiva de um bem”.

Vale lembrar que, no processo de remanufatura os itens não aproveitados são encaminhados para reciclagem (como papelão, alumínio, plástico, ferro etc). Os itens não recicláveis como o pó, são encaminhados para empresas de descarte que transformarão em um novo produto, o que acontece com o asfalto, por exemplo.

A Print Supplies é referencia no mercado de cartuchos de toner remanufaturados, possuindo expertise de mais 14 anos no mercado. Sempre trabalhando com o que há de melhor no mercado nacional, em soluções para impressão.

Fonte: The Recycler e blogdelreciclador 

A Xerox e Walt Disney

A Xerox e Walt Disney

Você sabia que a Xerox faz parte da história dos grandes sucessos de animações da Disney? Não? Então vamos lá! Neste artigo de hoje, a Print Supplies vai te trazer a nostalgia de filmes, como tudo começou e afinal, qual foi o papel importante da Xerox em toda essa trajetória.

Após o desastre financeiro que foi “A Bela Adormecida”, Walt Disney considerou seriamente fechar a divisão de animação. Menos da metade dos seus filmes de animação tinham sido sucessos financeiros.

Fora a “Dama e o Vagabundo”, outros e inclusive “Alice no Pais das Maravilhas” tiveram  retornos financeiros insatisfatórios. Mas no final dos anos 50, Disney adquiriu os direitos de “Os 101 Dálmatas” do inglês Dodie Smith’s e amou a historia, achava que tinha tudo a ver com sua linha de animação.

Mas ele tinha um problema, como animar 99 filhotes usando a técnica de pontos? Qual seria o custo? A possibilidade de outro desastre financeiro como a “Bela Adormecida” o assustava e impedia de ir adiante com a sonhada empreitada.

Mas foi o seu amigo Ub Iwerks, cocriador de Mickey Mouse com ele, que o convenceu e avançou com a ideia de trabalhar junto com a Xerox, para adaptar a tecnologia xerográfica a produção de animação. O equipamento desenvolvido pela Xerox a pedido de Disney permitia a impressão das imagens quadro a quadro, com as pequenas modificações feitas pelos desenhistas no subtrato antes da fusão, em alta velocidade e a um custo extraordinariamente menor que o processo anterior.

O sucesso do projeto foi tamanho que Disney recuou do fechamento do Depto de Desenhos, revitalizando-o e permitindo que as próximas gerações fossem aquinhoadas com verdadeiras obras de arte, com o Rei Leão, Pocahontas, A Bela e a Fera, e outras maravilhas.

Gostou deste artigo? Fique ligado em nosso blog que sempre estamos postando curiosidades para você. Até a próxima!

A evolução da resolução nas impressoras a laser

A evolução da resolução nas impressoras a laser

Assim como tudo no ramo da tecnologia evolui com muita rapidez, as impressoras não são diferentes. Neste artigo de hoje, a Print Supplies vai te levar de volta ao passado para conhecermos a história da resolução nas impressões a laser. Vamos lá?

 

EVOLUÇÃO 

 

Desde que a impressora IBM 3800 Modelo 001 chegou ao mercado em 1976, com a fantástica resolução de 144 dpi (“dots per inch” – pontos por polegada) a resolução (qualidade de mancha impressa) não parou de evoluir.

Quando um ano depois a Xerox trouxe ao mercado a impressora X9700 foi outro assombro, pois esse modelo de impressora tinha a capacidade de imprimir com resolução de 300 ppp (pontos por polegada, em português).

Mesmo com os grandes investimentos feitos pela indústria para melhorar essa característica, a resolução, o período entre ir de 300 ppp para 1200 ppp foi de décadas.

Até os mais otimistas achavam que 1200 ppp seriam o limite dessa evolução, pois as limitações físicas impostas pelo “hardware” permitiriam apenas algumas poucas manobras, os pesquisadores mais uma vez nos assustam ao imprimir imagens com mais de 100.000 ppp (cem mil pontos em 2,5 cm).

 

A imagem acima anexa foi produzida pela Universidade Técnica da Dinamarca, já usando nanotecnologia para imprimir em 127.000 ppp.

 

Com esse nível de resolução é possível se imprimir a imagem do quadro de Da Vince, Mona Lisa, em 50 milésimos de um milímetro. Ou seja, vinte quadros “Mona Lisa” coloridos por milímetro. Para se comparar um quadro desses, é menor que o pixel da tela de um celular.

 

BENEFÍCIOS

 

O grande benefício inicial dessa evolução será no combate à fraudes de produtos, pois números de séries, códigos de barras e outras informações poderão ser impressos em nano espaços, dificultando a criação de réplicas. A utopia de que um dia todo o conhecimento humano poderia ser gravado na cabeça de um alfinete, começa a ser desfeita.

Agora que você já sabe tudo sobre o inicio da resolução das impressoras a laser, que tal escolher a sua? Acesse nosso site e vem conhecer a infinidade de modelos que você encontra aqui na Print Supplies!

 

Impressora a Laser ou a Jato de Tinta: Entenda qual a melhor para você

Impressora a Laser ou a Jato de Tinta: Entenda qual a melhor para você

Impressora a laser ou jato de tinta? Essa é uma questão de muitas pessoas na hora de escolher o melhor modelo para aquisição. Porém, alguns fatores precisam ser levados em consideração para escolha de uma impressora jato de tinta ou a laser.

Não existe um modelo melhor do que o outro, mas sim, a impressora mais indicada conforme a necessidade de uso. Para te ajudar, nós da Print Supplies listamos algumas das características, vantagens e benefícios dos dois modelos, assim você poderá escolher qual é a melhor para você!

 

 Impressora a jato de tinta

 

A impressora a jato de tinta funciona quando a máquina é acionada e o cartucho de tinta expele pequenas gotículas de tinta (colorida ou preta) para o papel. Dessa forma, a imagem deve aparecer perfeitamente no papel, isto é, quando a instalação da impressora estiver correta e o cartucho possuir tinta necessária para a impressão.

Com velocidade em alguns casos e um pouco mais lenta do que as impressoras a laser, que usam Toner LexmarkToner Samsung ou de outras marcas. As impressoras a jato de tinta são recomendadas para uso doméstico ou escritórios que fazem poucas impressões, onde se imprime fotos de alta qualidade com ampla faixa de cores.

Um dos pontos negativos deste modelo de impressora é justamente o preço. Embora o custo de um cartucho de tinta seja mais baixo que o de toner, pode ocorrer uma variável, dependendo da quantidade de impressões no mês, pois quando há muitas impressões, a impressora a jato de tinta tem um custo mais elevado do que a de laser.

 

Impressoras a laser 

 

 

 

 

 

 

 

As  impressoras a laser funcionam, de forma simplificada, com um pó pigmentado batizado como toner, que é responsável por transferir a imagem para o papel. Estes modelos de impressão, por sua natureza, costumam ser bem mais rápidos que as de jato de tinta, especialmente para textos e documentos em preto e branco – a média do mercado fica em 20 ppm, ou seja, impressão de 20 ou mais páginas por minuto.

A grande vantagem da impressora a laser é a velocidade rápida e alta qualidade. O uso de impressora que utiliza toners do tipo Toner KyoceraToner Lexmark, Toner Brother, entre outros, permite grande economia de tempo e dinheiro. Por isso, são recomendadas para escritórios e pessoas que realizam muitas impressões.

Os cartuchos para impressora a laser e a jato de tinta podem ser encontrados na Print Supplies. O ideal é verificar quais são suas necessidades de impressão e escolher o melhor modelo de impressora para o seu dia a dia.

Árvore de Natal Reciclável – Cilindro

Árvore de Natal Reciclável – Cilindro

Você já pensou em fazer uma árvore de natal reciclável em sua empresa? A ideia de reunir matérias que não serão mais utilizados e fazer a decoração de natal é uma ótima aposta sustentável. É por isso que nós, da Print Supplies reunimos algumas inspirações para reutilizar materiais de impressão e fazer a árvore de natal deste ano totalmente ecológica.

 

Como fazer a árvore de Natal de Cilindro?

Os cilindros de toner, que normalmente são descartados, podem ser usados para fazer uma belíssima árvore de natal. Esse trabalho é bem simples de colocar em prática e promete deixar a decoração natalina barata e sustentável.

 

Materiais Utilizados:
31 Cilindros de Toner Print Supplies
Cola quente
Fita Banana Verde Dupla Face

 

Passo a passo da árvore de natal de cilindro de toner

Passo 1: Limpeza dos cilindros
Com um pano limpe os cilindros para que não fique nenhum resíduo de toner. Depois, selecione a quantidade utilizada, aproximadamente 31 unidades para montar sua arvore.

 

Passo 2: Acabamento
Em uma mesa, desenhe o esboço de uma árvore. Logo em seguida, coloque os Cartuchos de Cilindro para que possa ter uma noção do resultado e se de fato esta parecido com uma árvore de natal.

Passo 3: Montagem
Depois de fazer o esboço com pelo menos 31 unidades de cilindro, chegou a hora de colar a árvore de natal reciclável. Para isso, providencie fita dupla face banana ou cola quente.

Vá colando os cilindros com cola quente, usando ponta com ponta para fazer o encaixe perfeito. Depois, repita a operação para que fiquem duas camadas. É importante deixar um pequeno espaço entre um cilindro e outro para colagem do Pisca a Pisca. Quando chegar embaixo, você pode fazer o tronco, a fim de valorizar o formato da arvore de natal.

Após a colagem, é só partir para a decoração. Com isso pronto, você só precisa selecionar os melhores enfeites para decorá-la. Aposte em enfeites nas cores vermelho e dourado. Colocar uma estrela no topo também deixará sua arvore de Natal de Cilindro ainda mais bonita.

Print Supplies, empresa amiga da Natureza!